13.9.06

Prece Da Alma Cansada



(Fátima Irene Pinto)

Pai!O cansaço é imenso e a estrada ainda tão longa!
Deixa-me sentar à beira do caminho por um instante
e acreditar que neste ato de provisório abandono,
TU me sustentas com amor inigualável.
Se meu coração está árido como solo ressequido,
TU o suavizas com chuvas amenas.
Se tudo em mim se traduz numa dor surda,
TU me tocas com sons celestiais.
Se choro e me entristeço,
TU enxugas as minhas lágrimas e afagas o meu coração.
Se me debato na miséria humana e nas minhas próprias misérias,
TU me renovas e me dignificas porque ÉS perdão infinito.
Se perco a esperança e a fé, do outro lado do túnel negro da minha descrença,
TU me acenas com luz intensa.
E se por fim, o meu estado é tão lastimável que entorpecida,
de TI eu me esqueça por completo,
ainda assim me sustentas nestas horas críticas, até que cesse o turbilhão!
Obrigado, Pai! És meu refúgio permanente,
único caminho que me permite encontrar a paz!

6 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Amém!!
beijosssssssss

Kafé Roceiro disse...

Estás tristinha?

Tiago disse...

bonito, moça. beijo.

Sheila disse...

Que assim seja! Sempre!

Beijos!

Ordisi disse...

Tenha forças, menina! Bonita prece.

Beijos.

Ana Carla disse...

Que assim seja, né, Márcia?

Kafé... tristeza, assim como vontade, é coisa que dá e passa.

Tiago, bonito é o que vc escreve, meu ídolo!! rs...

Sheila, bom ter vc de volta. Senti saudade!


Ordisi, chefinho querido, sou uma ofrtaleza. Vc nem imagina o quanto agüento.