29.11.06

XICO SÁ


Estou transcrevendo o texto do Xico Sá no NO MÍNIMO de hoje, como forma de deitar no asfalto ao lado dos estudantes.

Beijo e protesto no asfalto

Uns deitam em berço esplêndido, numa boa, lábaros estrelados. Os estudantes de SP deitam nas ruas, numa estratégia bem-sucedida de protesto. No chão, deitados ou sentados, como fizeram ontem, paralisam o trânsito por alguns minutos e não levam cassetetes no lombo e gás-pimenta nos olhos, como rolou na última sexta. São poucos ainda os que protestam contra o aumento da tarifa de metrô e ônibus _300 na conta mão-de-vaca da PM, 800 na soma farta dos organizadores_, mas o efeito e o barulho é de uma multidão incalculável. O velho Oswald tinha razão: a alegria é a prova dos nove. Sem aquele ranço politiqueiro comum às passeatas do gênero, os garotos fazem a melhor das fuzarcas. O mais radical de tudo: alguns jovens casais se beijam ao solo pátrio.

Sim, estão lá as tradicionais entidades da área, como a UNE, a UBES, a UMES, mas não há cheiro de aparelhamento. Os punks e os anarquistas, sempre bem na foto de qualquer protesto sério em São Paulo, também fazem parte do “Levante do Busão”, nome da barricada contra o aumento do prefeito Kassab e do governador Lembo. Não mais caminhando e cantando, mas deitados, os estudantes já decidiram: vão parar a cidade se vingar o abuso _o reajuste, de R$ 2 para R$ 2,30, é de 15%, quando deveria, segundo cálculos de inflação e a planilha de custos dos ônibus, ser de no máximo 6%. A facada da hora, está na cara, é para evitar novos aumentos nos arredores das próximas eleições. Pois é, o alcaide pefelista é candidato.
“Tem amiga minha, riquinha, que diz: que absurdo vocês fazerem esse escândalo todo por causa de 30 centavos! Não tem idéia do que representa no fim do mês para estudante pobre e trabalhadores”, Érica Rossi, 16, secundarista, uma dublê de Angelina Jolie daquele protesto, que boca!, discursa lindamente. “O mais interessante dessa onda de protesto é que não nos contentaremos apenas em barrar aumentos, nossa grande guerra é pelo passe livre, como no mundo civilizado”.

Me gustan los estudiantes, como canta, no seu portunhol selvagem o rei do punk-brega, o gaúcho Wander Wildner [sim, aquele mesmo dos Replicantes!], o acontecimento do ano de 2006 em bares estudantis. Sim, porque o grande épico não é ganhar a vida, a vida não se ganha, o grande épico é não encaretar-se. O tiozinho segue o cortejo com a careca em brasa. Mais adiante, os caixões de Kassab e de Lembo. Um rápido desconto para mister Burns, que anunciou um aumento de R$ 2,10 para 2,30 no metrô, com uma observação curiosa: “Se eu deixasse, eles (tecnocratas tucanos) aumentavam para R$ 5”. O anúncio provocou maior rebu na equipe de Serra, que estava ciente que o pefelista deixaria a facada para o início da próxima gestão.
Agora a rapaziada, que saiu do Masp, lá na Paulista, chega à Prefeitura de SP, aqui colado no Viaduto do Chá. “Os meninos estão certos”, grita o homem-sanduíche Romildo Soares, 45, compra-se ouro, penhoras, faz-se qualquer negócio etc. A PM acompanha tudo de muito perto. São 138 calças cinzas na marcação homem-a-garoto e mais 150 da tropa de choque à espreita, ou seja, praticamente um policial para cada aluno na rua, isso se o cálculo “oficial” de participantes estiver certo.

Mas se ameaçar, tá combinado, ok, a estudantada deita.
Um grupo de seis cheira-colas, quatro pivetes e duas meninas, passa com dois vira-latas só o couro e o osso, mas numa alegria monstra. Todos chapados. Uma cigana do viaduto lê a mão de uma mocinha com cara de quem sofre horrores, dores de amores, seus olhinhos dão boa tarde a uma tristeza de tresontontem…

Os simbólicos caixões de Kassab e Lembo são queimados, assisto ao incêndio refletido na lente dos óculos de Érica, minha incendiária predileta. Rômulo Dias, 15, colega da moça, me vê anotando algo discretamente e quer falar também, que o escutem do Ipiranga: “Sacanagem, né, meu?, esse aumento não vai passar, vamos parar tudo daqui para quinta”. Deus te oiça, bom menino. Como é bom, na pasmaceira que virou esse mundo, acompanhar essa gente jovem indignada… e sem ser chata. E viva a rapaziada guerreira, pois o gênio é uma grande besteira, um the end aqui com mais um verso do velho homem do povo, senhor Oswald, salve salve!

Publicado por Xico Sá - 29/11/06 12:03 AM

28.11.06

GANDHI

"Não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho."

(Nem sempre nos lembramos do óbvio...)

26.11.06

Enquanto a Ana não vem...

A Mari sugere uma reflexão:

"A ausencia diminui as pequenas paixões e aumenta as grandes, da mesma forma como o vento apaga as velas e atiça as fogueiras."

(La Rochefoucault)

20.11.06

Saída rápida

Vou ficar alguns dias (uns 4 ou 9, hehe...)sem computador, e vou sentir saudade de vocês.
Prometo atualizar as visitas assim que voltar.
Rezem por mim.
Beijos!!

17.11.06

TRAIÇÃO

(Esse texto está sendo publicado por solicitação da Mari, que o encontrou no blog do SAMUEL COSTA. E vc, o que pensa sobre traição?)

O que é traição, pra você? tua namorada que ficou com outro? teu marido que transou com a empregada, ou tua mulher com o garoto de programa?? Não, não: traição é muito mais que isso; aliás, essa matéria deveria até ter outro nome: "Traição COM Sacanagem" e "Traição SEM Sacanagem"...

É claro que pra quase todo mundo sempre "ficou combinado" que um simples beijo na boca, fora do casamento, já é uma forma de traição, mas as coisas não deveriam ser levadas tão a sério assim, afinal "a carne é fraca" e "errar é humano"... chato é - quando o "erro" vira repetição.
Casais deveriam esperar apenas companheirismo e respeito, um do outro, e não "contratos de exclusividade" do tipo "nunca mais olharás para outro/a" ou "nunca mais sentirás tesão por mais ninguém além de mim"... É lógico que todos adoraríam que a pessoa amada não tivesse olhos nem ouvidos pra mais ninguém, mas nem sempre pode ser assim - e é completamente normal sentir atração por outra pessoa ao mesmo tempo em que se adora o marido ou a esposa (ao contrário do que muita gente pensa). Não resistir à tentação e acabar transando com aquela secretária gostosa que vive te dando bola - não é traição, ou pelo menos não deveria ter um título tão "grave" assim. Traição seria continuar transando com a secretária, se apaixonar por ela, e por isso começar a tratar mal a esposa dedicada, enquanto continua casado só por conveniência, afinal é a esposa que mantém tua casa em ordem e cuida dos teus filhos, enquanto você se diverte com a secretária gostosona... Traição é tratar mal o marido apaixonado - e continuar casada, só pra manter a vida confortável que ele te banca, enquanto fala pro outro que não aguenta mais o babaca do marido - e só está com ele, ainda, por causa dos filhos, ou pelo sustento, ou por dó... são tantas as desculpas nesses casos... "estamos só morando na mesma casa, mas com separação total de corpos!!"...

A traição tá no sangue, no caráter: quem é mal-caráter estará sempre traindo até a si próprio, mas uma pessoa de bom caráter não mereceria o título de TRAIDOR/A, só porque deu uma "pulada de cerca". Traidor é quem continua junto, por "outros interesses", enquanto trata mal e fala pelas costas de quem sempre se dedicou a ele. O traidor não se arrepende e leva flores no outro dia, não vive te tratando bem; portanto é bobagem ficar se preocupando muito com o que ele ou ela fez, à distância; o importante é o tratamento no dia-a-dia; o importante é o que ela é quando está comigo... como já dizia o poeta: "gosto dela, NÃO pelo que ela é, mas sim pelo que SOU quando estamos juntos". Ou seja: se ele/a te faz feliz, sempre te tratou e continua tratando com amor e carinho, então não importa o que fez, - ele/a nunca te traiu... ou, se traiu, foi "traição SEM sacanagem", e esta até tem perdão. Enfim, "trair" é uma coisa, mas trair e continuar empatando a vida do"chifrudo", só por conveniência... aí já não merece perdão mesmo, - pois além de traição, também é uma grande sacanagem.

Pra terminar, não vale agora usar este texto como "justificativa" pra sair "pulando cerca", né... Se você tem alguém e quer que seja "só teu/tua", seja só dele/a também! Afinal, como todo mundo já deveria saber: da vida, cada um recebe conforme o que dá, e apesar dos valores perdidos do "mundo moderno", continua sendo bonito de ver e bom de sentir, a fidelidade, a lealdade entre um casal.

15.11.06

Frase do dia


"Mulher Gordinha é igual a mortadela: redondinha, cheia de gordurinhas, quem come, adora, mas não conta para ninguém!"

Quem me mandou essa foi meu amigo Marco, do Antigas Ternuras, linkado aí ao lado. Valeu, Marco! Eu precisava desse lustro na estima! Hehe...

11.11.06

Chico

Hoje acordei com essa música antiga no pensamento. Se não estou enganada, o nome é AMANDO SOBRE OS JORNAIS, e trata-se de uma composição belíssima do Chico Buarque, gravada pela Maria Bethania ainda nos anos 70. Quem souber mais, por favor, corrija-me, conte-me! Agradeço imensamente as colaborações que recebo por aqui. É tão bom saber-me melhor informada! He, he... E antes que surjam perguntas indiscretas: infelizmente não. Eu não tenho amado sobre jornais. Vontade não falta, mas... reparem no final da poesia. Bom final de semana!

Amando noites afora
Fazendo a cama sobre os jornais
Um pouco jogados fora
Um pouco sábios demais
Esparramados no mundo
Molhamos o mundo com delícias
As nossas peles retintas
De notícias

Amando noites a fio
Tramando coisas sobre os jornais
Fazendo entornar um rio
E arder os canaviais
Das páginas flageladas
Sorrimos, mãos dadas e, inocentes
Lavamos os nossos sexos
Nas enchentes

Amando noites a fundo
Tendo jornais como cobertor
Podendo abalar o mundo
No embalo do nosso amor
No ardor de tantos abraços
Caíram palácios
Ruiu um império
Os nossos olhos vidrados
De mistério

8.11.06

Citação:



"Você não pode vencer a quem não se rende."
(Babe Ruth)

PS - não sei quem (ou o quê) foi (ou é) Babe Ruth.

6.11.06

Atendendo a um pedido muito especial...

Ana,

Vc pode por favor colocar este texto novamente no blog, quem sabe ...rs...

Pedido pro Papai Noel

Quero um homem...
Quero um homem que toque minha alma,

que entre pelos meus olhos e invada meus sonhos.
Quero que me possua inteira, corpo e alma,
fazendo dos meus desejos breves segundos
de êxtase o prazer do encontro total.
Quero sentir seus braços longos envolvendo meu abraço,
seus lábios mudos calando o meu silêncio sem precisar nada dizer...
apenas me olhando com olhos negros e úmidos e me tomando devagar,
como o mar avança na praia,
como eu sei que tem que ser e sei que um dia será.

Obs.- Pra quem não entendeu: esse texto é da Mari, a minha sócia sumida.

4.11.06

1.11.06

Afinal, o que é?



Aqui vai mais um texto desses que circulam pela internet sem dar crédito ao autor.
Se alguém souber quem escreveu, por favor, me esclareça.
De qualquer forma, divulgo aqui porque achei muito criativo, e que seja uma homenagem a esses artistas tão desrespeitados no mundo virtual.
Ah! E se alguém souber o que é o amor, por favor, me esclareça também! Boa quarta-feira com cara de sexta!

"O amor não é algo que te faz sair do chão e te transporta para lugares que nunca vistes.O nome disso é avião.O amor é outra coisa.
O amor não é uma coisa que escondes dentro de ti e não mostras para ninguém.Isso se chama vibrador tailandês de três velocidades.O amor é outra coisa.
O amor não é uma coisa que te faz perder a respiração e a fala.O nome disso é bronquite asmática.O amor é outra coisa.
O amor não é uma coisa que chega de repente e te transforma em refém.Isso se chama seqüestrador.O amor é outra coisa.
O amor não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por onde passa.Isso se chama pombo com caganeira.O amor é outra coisa.
O amor não é uma coisa que tu podes prender ou botar pra fora de casa quando bem entender.Isso se chama cachorro.O amor é outra coisa.
O amor não é uma coisa que lançou uma luz sobre ti, te levou pra ver estrelas e te trouxe de volta com algo dele dentro de ti.Isso se chama alienígena.O amor é outra coisa.
O amor não é uma coisa que desapareceu e que, se encontrado, poderia mudar o que está diante de ti.Isso se chama controle remoto de TV.O amor é outra coisa."