30.9.06

28.9.06

(Antigo texto sânscrito)

Goze este dia porque é a vida. A própria vida da vida.
Em seu breve transcurso, você encontrará todas as realidades e verdades da existência: a sorte do crescimento, o esplendor da criação, a glória do poder.

Porque o ontem é só um sonho e o amanhã, só uma visão. Porque o hoje, bem vivido, faz do ontem um sonho de felicidade e, de cada manhã, uma visão de esperança.

(A vida, por aqui, tem acontecido aos borbotões. Beijão!)

27.9.06

... continuando

Como "tiéte" assumida que sou, vou contar pra vocês que no sábado passado quis mostrar pra Márcia (Clarinha) e pra Márcia amiga dela o que minha região tem de melhor.


Comecei levando logo minha família inteira pra ela conhecer, rsrs... Irmã, filho, sobrinhos...

Nossa primeira parada foi no Museu Casa de Portinari, em Brodosqui (ou Brodowski, como prefiram).


De lá fomos até Batatais, conhecer a Igreja Matriz, que é uma réplica (oito vezes menor) da Capela Sistina, onde existem várias obras de Portinari. (Se você não consegue nos reconhecer na escadaria, talvez esteja precisando de óculos, hehe...)

Encontramos um guia de visitas bastante preparado, que nos mostrou também algumas obras (não tão sacras) do Roberto Bérgamo, outro artista aqui da região. Pena que as fotos são proibidas...

De quebra, ficamos sabendo de um "causo" interessante sobre a troca do piso da igreja, o túmulo de dois padres e o sino que voltou a tocar. Ouvimos a explicação ao vivo e em cores do próprio Padre Eloy (e quem quiser saber melhor da história é só clicar aqui).

Ir a Brodosqui e não comer abacaxi é como ir a Roma e não ver o Papa. Na volta, paramos na estrada pra nos refrescar. Olhaí a Márcia e minha irmã, hehehe...

E ainda deu tempo de fazermos "happy hour" em Jurucê (distrito de Jardinópolis, onde encontra-se a cerveja mais gelada da vizinhança).

Não sei o que elas acharam... mas pra mim, o dia foi uma delícia!!

25.9.06


PELA ÉTICA !

Eu li lá no Simpatia e Esculacho que hoje, 25/09, está rolando uma postagem coletiva pela ética.
Entro nessa onda, porque não aguento mais "votar contra" este ou aquele candidato.
Porque não aguento mais sentir vergonha das coisas que acontecem na minha cidade, no meu estado e no meu país.
Porque quero ter motivos épicos pra sorrir.
E vou transcrever um post do Couro de Jacaré que achei sensacional (mas está mais bonito e completo lá no blog original. Visitem!):

24.9.06

Na noite de sexta, a chegada da primavera me brindou não com uma, mas com DUAS Márcias! A Clarinha, do Brincando com Palavras (a loira), e a Márcia amiga da Clarinha, que prometeu um blog para breve.

A etiqueta ali de baixo era pra mim, sim... hehe... Há tempos não bebo nada, e fomos logo nos encontrar numa cachaçaria!! rs... Essas meninas me levaram pro bom caminho! De quebra, ainda vieram o Luís e a Dulce, esse casal simpático aqui:


Pra quem ainda não sabe, que sou a maior fã da Clarinha. Tiete, mesmo!

Fiquei babando todo o final de semana! rs... Olha "minha ídola" mostrando uma peça de artesanato que levei pra ela. É feito com bagaço de cana, coisa típica aqui da região.

Juro que tinha uma foto minha, espremida entre as duas , tipo "recheio de sanduiche de Márcias", rs.... mas não encontro!!

Acho que foi efeito do álcool!! He, he...

No sábado eu acordei ressaqueada, mas sarei rapidinho, e fizemos um passeio bem gostoso. Eu conto os detalhes amanhã.





21.9.06

EFEMÉRIDES



21/09 - aniversário do Douglas e Dia da Árvore.

22/09 - Dia do Amante e ...
Tchan... tchan...
EU COMEMORO UM ANO SEM NICOTINA!!!!!

Bilihete

(Ivan Lins/ Vitor Martins)

Quebrei o teu prato, tranquei o meu quarto (quanto desaforo!)
Bebi teu licor (mais desaforo)
Arrumei a sala, já fiz tua mala (a gente sempre deixa alguma coisa esquecida)
Pus no corredor (só pra os vizinhos terem assunto)
Eu limpei minha vida, te tirei do meu corpo (que drama!)
Te tirei das entranhas
Fiz um tipo de aborto
E por fim nosso caso acabou-se, está morto (mentira!!)
Jogue a cópia da chave por debaixo da porta (não passa)
Que é pra não ter motivo
De pensar numa volta (acaso esses pensamentos precisam de motivos?)
Fique junto dos teus ( eu sou "dos teus", fique comigo!)
Boa sorte e adeus (boa sorte, adeus !)

(Adoro as coisas antigas do Ivan Lins... e os comentários entre parênteses são só livre-pensar)
Estou indo ao oftalmologista.
Quem me chamar de velha é mulher do padre.

Sei que existe coisa pior do que estar parada, numa noite de chuva, sozinha num ponto de ônibus, e receber uma chamada no celular de alguém que ainda faz seu coração disparar, contando que está feliz da vida com outra pessoa. Sei que existe, mas no momento não consigo me lembrar de nada mais melancólico.


"Já perdoei erros quase imperdoáveis,tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger, já dei risada quando não podia, fiz amigos eternos, amei e fui amado, mas também já fui rejeitado, fui amado e não amei.J á gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas,"quebrei a cara" muitas vezes! Já chorei ouvindo música e vendo fotos, já liguei só pra escutar uma voz, me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudadee tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)!

Mas vivi! E ainda vivo! Não passo pela vida...e você também não deveria passar. Viva!!! Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atrevee a vida é MUITO para ser insignificante".(Chaplin)

20.9.06


(não entender minhas piadas: 10 pontos a menos. entender, mas não rir das minhas piadas... bem, aí tá perdoado. acho que não sou boa piadista, hehe...)

19.9.06

Indignação


O Ricardo, do Jus Indignatus, pediu ajuda na divulgação de um evento que acontece hoje, 19/09, numa escola do interior do Rio Grande do Sul.

Não sei detalhes, mas parece que tentaram impedir uma professora de apresentar seus alunos (de 10 anos) cantando o hino nacional de forma estilizada.

Coisas do Brasil... o conceito de "respeito" anda meio desfocado, por aqui.

Enfim, pessoal, visitem o blog do Ricardo para entenderem melhor a história.

Deixo um beijo especial pros meus amigos gaúchos, o José Cardoso e o Flávio!! Amo vocês!!

18.9.06

A Morte - por Pedro Bial

(Sei lá se o texto é realmente dele, mas recebi por e-mail, e me emocionou. Estou me sentindo meio viúva, hoje...)

Assisti a algumas imagens do velório do Bussunda, quando os colegas do Casseta & Planeta deram seus depoimentos.
Parecia que a qualquer instante iria estourar uma piada.
Estava tudo sério demais, faltava a esculhambação, a zombaria, a desestruturação da cena.
Mas nada acontecia ali de risível, era só dor e perplexidade, que é mesmo o que e causa em todos os que ficam.
A verdade é que não havia nada a acrescentar no roteiro: a morte, por si só, é uma piada pronta. Morrer é ridículo.
Você combinou de jantar com a namorada,está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre.
Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco?
Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente.
Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.
Qual é? Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu. Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas , mulheres e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério?
Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo.
Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz. Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida...
Perdoe....sempre!!!

17.9.06



Quando eu morava numa república, em São Paulo, alguém escreveu na porta do banheiro do apartamento:
A diferença entre dizer "eu te amo" pra um amigo e pra um amante, é que o amigo vai entender exatamente o que você quis dizer com isso.

16.9.06

O fim do Amor



Alguns dias (meses?) atrás, reagindo à provocação do Marco (ainda no nosso antigo endereço), escrevi um texto expondo minhas impressões sobre o amor. A Lili me perguntou: "E quando o amor acaba?".

Meu primeiro instinto foi responder: "mas o Amor não acaba!".

E o chico Cantando "prá onde vai o meu amor / quando o amor acaba..."

E se o mestre dissse que acaba, me dispus a ruminar o caso. Lembrei de "causos" passados, emoções, pessoas, lágrimas, surpresas, mágoas, prazeres e vazios.

Como "recordar é viver", levei algum tempo pra reafirmar: O AMOR NÃO ACABA !!

A gente aprende a tratá-lo diferente, mas ele continua ali. Não é o amor que muda, somos nós.

Apologia das calcinhas

(Esse texto é da Mari, e já foi postado há algum tempo no nosso antigo endereço. Sei que minha Amiga relapsa ainda vai voltar. Pra matar a saudade...)

Calcinha e Sutiã combinando
Duvido que tenha mulher que prefira usar calcinha e sutiã diferentes. Mas é uma contingência, uma questão de conforto e, na maioria das vezes, questão de grana mesmo. Sempre ouvimos falar que devemos comprar duas calcinhas pra cada sutiã, sutiã se lava menos ..rs.... Às vezes uma calcinha é deliciosa, mas o sutiã aperta tanto ... Enfim, o cara que faz absoluta questão de lingerie combinando é metódico e provavelmente nunca viveu com uma mulher no dia a dia. Tomara que tenha cacife para bancar a tua lingerie ...rs.....

Calcinha Branca
Este homem ainda acredita que é possível encontrar virgens por aí. Associa a cor da calcinha à limpeza, à pureza ... e tem lá um tanto de hipócrita. É mais ou menos o que era o vestido de noiva há algum tempo atrás. É um homem que prefere ser iludido a saber a verdade. Ele detesta surpresas, mulher atirada e tem a cena toda ensaiada. Nunca conte a ele detalhes sórdidos do teu passado, muito menos tome qualquer iniciativa. Pedir algo de que goste na cama ...nem pensar! O lugar preferido deste mancebo é a suíte de um hotel ou motel, mas aquela: especialmente preparada para noites de núpcias.

Calcinha Preta
Este homem tem o instinto da sexualidade, do erotismo, porém de forma conservadora. Gosto de desafios, desde que o território esteja dominado e devidamente conhecido. Não gosta de surpresas, mas adora um fingimento, uma brincadeira, um bom par de algemas. Ensaia o ato, mas tem flexibilidade para encarar um contratempo. Recomendado para mulheres tranqüilas, estáveis e que gostam de dominar, mas que cansam logo ...rs.... Pra este rapaz, qualquer lugar, desde que tenha um certo conforto.

Calcinha Vermelha
Minha amiga, esta criatura vai dar trabalho. Ele gosta de ser subjugado, humilhado, teórica e verdadeiramente. Se você tiver um chicotinho ... vai levá-lo à loucura ...rs.... Lingerie vermelha é sinônimo de pecado, de sexo ardente, de prostituição ....Prepare-se para ousar e colocar em prática tudo aquilo que você leu e viu em filmes pornoeróticos. E esteja com a academia em dia, a yoga principalmente, porque você vai suar a camisa, ops, a calcinha ...rs..... Este homem vai adorar transar na tua casa, desde que tenha um ar de garçoniére – toda aquela superprodução especial para sacanagem, cremes, géis (que horrível!), velas ....


Calcinha Colorida, azul, verde, amarela .... com bichinhos, bonequinhos ....
Este rapaz é um menino! Um adolescente crescido. Adora brincar, falar tatibitatis, correr atrás de você pelo quarto do motel. Ah, sim, tem que ser em motel, em casa não teria graça, nem com Papai e Mamãe presentes. Você até pode se divertir! Afinal ele vai crescer um dia, invista! Ah, ele curte como nenhum outro um bom camping, daqueles que a gente dorme e acorda com areia no corpo! Argh!

Calçolas
Querida, se você é daquelas que usa calçolas, grandes, largas e frouxas e ainda assim arranjou namorado, não o deixe fugir, é o último dos moicanos! Fique com ele e faça qualquer coisa que ele pedir, inclusive aturar a mãe dele, o cachorro babão e o quanto ele ronca. Ele não faz questão de lugar, desde que seja no escuro e rápido. De preferência na cama dele pra ele poder dormir sem muito esforço e não sair da rotina. Cruz Credo!


Sem Calcinha
Estes sim, os verdadeiros devassos. Sabem que calcinha é só adereço, o que importa é o que está dentro. E se o doce já vier desembrulhado .... Costumam ser fantasiosos, gostam de lugares inusitados, horas impróprias e situações perigosas – me lembra a Luciana Gimenez e o fadado banheiro da festa .... Mas como são difíceis de segurar! Precisam de novidade e são avessos à rotina! Boa sorte! Se laçar um destes, vai precisar se esforçar. E, por favor, mantenha tuas amigas à distância...rs.....

Agora, se você está saindo com um bofe, que não repara, não lembra e prefere que você já adentre o quarto ou fique debaixo das cobertas, sempre, completamente nua, deseje-lhe sorte e parta pra outra. Ele se daria melhor com uma boneca inflável!

Texto de Marta Maria Teixeira

(Estou publicando esse texto a pedido da Mari - que o dedica à passagem do JC. Acho que em breve ela estará de volta... como a fênix. Mas essa é uma outra história. )

Escuto cada ruído do meu corpo,
A brisa pinta-me na pele a tua mão e esta desenha os contornos do meu
seio….
Ao de leve,
Tão ao de leve, que pensei ter imaginado…
Sinto os teus lábios no meu pescoço e fecho os olhos, à espera de um beijo
mais quente, mais apaixonado….
Mas apenas ouço a porta a fechar-se suavemente e fico eu apenas e a brisa…
Fico desnuda, exposta ao mundo
Já sem segredos, sem sonhos, sem anseios……………………..
Que te revelei, docemente em noites de lua cheia em que me completaste…
Fico parada, a relembrar esses momentos de loucura total, essa doce paixão…
Essa sensação de acordar feliz e novamente adormecido, sossegada e confiante por
pensar que meu serias para sempre…………
Tenho frio, mas não me cubro….
Estou cansada de estar de pé, mas não me sento…
Apenas a brisa escuta agora os ruídos do meu corpo…
Apenas a brisa me olha…
E estranhamente não sinto vergonha de estar assim, desnuda!

14.9.06

Futuro promissor

Texto do Jô Soares

No princípio eram as trevas.
Aí Deus criou o couvert.
Depois do couvert vieram as entradas, depois das entradas, o pernil. Depois do pernil veio a farofa, a maionese e o feijão tropeiro, além da cerveja, é claro, bem gelada, que não podia faltar. Deus achou tudo aquilo muito bom mas achava que faltava um doce. Aí apareceu o quindim, depois do quindim veio o café. O café e um licor. E a conta. A gordura é a desgraça do mundo moderno.

Vendo que estava engordando, tomei uma coca cola e uma decisão drástica: vou comer menos. E para mostrar que não estava brincando entrei imediatamente num Mc Donald's e pedi um Big Mac sem cebola. Começou aí o meu regime. Sim, pois o primeiro passo para quem decide começar uma dieta é, antes de mais nada, escolher entre os milhares de métodos de regimes à disposição. Logo eu que gosto de tudo... que como tudo... Como até aquele queijo do Mc Donald's que é feito do mesmo material da caixinha em que vem o sanduíche. Mas vamos às dietas.

Tem a dieta do Amir Klink; onze meses na Antártida. Esta dieta tem um problema: além de emagrecer, causa espinha no rosto, e faz cabelos aparecerem nas mãos. Segundo alguns até pode levar à cegueira. Tem ainda a famosa dieta do Abacaxi, na qual você só pode comer um abacaxi por dia durante uma semana. Na segunda feira de manhã te dão sete abacaxis mas não dão a faca. É tiro e queda!

O gordo vive eternamente revoltado com a natureza. Por que só a cerveja dá barriga? Por que alface não dá barriga? Por que agrião não dá celulite? Está tudo errado no mundo, menos o pastel do Álvaro's.

O primeiro sentimento de quem começa uma dieta é o de revolta. A vida passa a ser igual comida de hospital - não tem graça nenhuma. Dá vontade de acabar com tudo, a começar pelo que tem na geladeira, continuando a fúria devastadora de Gengis Khan até a loja de doces que colocaram na esquina só pra te sacanear.

O emagreando (ou regimando), é um indivíduo macambúzio, triste e cabisbaixo. Para ele nada faz sentido, só uma empadinha. A balança, depois da roleta do ônibus, é a sua maior inimiga.

No geral, todas as dietas seguem o mesmo princípio: nada que é gostoso pode! E o pior são os médicos de dieta querendo convencer você das delícias do chuchu, do sabor da cenoura, que um tomate no lanche substitui um Big Bob e que o chá de camomila relaxa mais que um chopp.

Só quem ganha com os regimes são os médicos de dieta, que devem gastar todo o dinheiro em banquetes monumentais, em porres homéricos nos congressos que eles organizam só pra contar piada e zombar dos pacientes que eles deixaram suspirando na frente de uma folha de alface.

Mas como você não consegue emagrecer, o jeito é ir para um Spa. Alguns indivíduos têm de ser trancados em jaulas para agüentar a rotina do Spa. Num Spa um irmão esfaqueia o outro por causa de uma bomba de chocolate, o marido estrangula a e esposa por um cream-cracker.

Fugitivos destes campos de alimentação, quando conseguem escapar dos cães farejadores de comida, andam quilômetros para buscar refúgio na padaria mais próxima.

Quando voltam para casa, vários quilos mais magros, cheios de rugas e cicatrizes, trazem a marca de quem escapou vivo do inferno e mais tarde, nas noites frias de inverno, contam para seus netinhos como pagaram uma fortuna por um cheese-burguer sem catchup!

Comida pra ser boa tem que fazer mal, dar dor de barriga: mocotó, feijoada, leitão à pururuca, rabada, xinxim de galinha, vatapá, caruru, bobó, barreado, virado à paulista, baconzitos, cheesito s, doritos, pizza, batata frita de latinha, cheeseeggtudoburguer com molho e sem alface, bacalhau à zé do pipo, salame, salchichão e, é claro, o porco como um todo!!!!! Isso sim é que é comida de verdade! Comida só funciona com culpa. E tem mais: se a gula é um pecado, o inferno deve ser ótimo pra fazer churrasco.

Ninguém no sábado depois do almoço bate na barriga satisfeito e vai puxar um ronco depois de comer uma salada. Ninguém convida um amigo: "vai sábado lá em casa que vai ter alfaçada". É mais fá cil perder um amigo se você fizer um convite desses do que os 30 quilos que estão sobrando!

13.9.06

Prece Da Alma Cansada



(Fátima Irene Pinto)

Pai!O cansaço é imenso e a estrada ainda tão longa!
Deixa-me sentar à beira do caminho por um instante
e acreditar que neste ato de provisório abandono,
TU me sustentas com amor inigualável.
Se meu coração está árido como solo ressequido,
TU o suavizas com chuvas amenas.
Se tudo em mim se traduz numa dor surda,
TU me tocas com sons celestiais.
Se choro e me entristeço,
TU enxugas as minhas lágrimas e afagas o meu coração.
Se me debato na miséria humana e nas minhas próprias misérias,
TU me renovas e me dignificas porque ÉS perdão infinito.
Se perco a esperança e a fé, do outro lado do túnel negro da minha descrença,
TU me acenas com luz intensa.
E se por fim, o meu estado é tão lastimável que entorpecida,
de TI eu me esqueça por completo,
ainda assim me sustentas nestas horas críticas, até que cesse o turbilhão!
Obrigado, Pai! És meu refúgio permanente,
único caminho que me permite encontrar a paz!

12.9.06

Dicas Mari & Ana - parte IV - Receitas

(Ahá!! Pensaram que tinha acabado, né? rsrs...)

Requeijão caseiro: 2 litros de leite, 1 xícara de vinagre branco, 1 colher de manteiga e sal a gosto. Coloque o leite numa panela, quando começar a ferver coloque o vinagre e mexa. Desligue o fogo, escorra o soro, coloque a massinha no liquidificador, coloque a manteiga e adicione sal. Bata até virar um creme!


Faça um tempero caseiro: Você precisará de 2 maços de cheiro-verde, 6 dentes de alho e ½ kg de sal. Misture tudo no liquidificador e bata por alguns segundos. Coloque em um vidro esterilizado e totalmente seco.


Suco de casca de abacaxi: Lave-o bem antes de cortar. Coloque as cascas em uma vasilha com 1 litro de água e deixe quieto por 24 horas. Após este tempo, basta coar e adoçar a gosto.


O abacaxi é indicado como a melhor sobremesa para churrascos. A fruta contém uma substância digestiva chamada bromelina que facilita o processamento da carne pelo estômago.


Azeite caseiro (de pobre): Para isso, fure algumas azeitonas com um garfo e coloque-as dentro de um recipiente com óleo. Deixe a mistura na geladeira por cinco dias.


A maçã é uma fruta que tem tudo a ver com a culinária. Ela é um excelente acompanhamento para assados. Além disso, a casca serve para fazer chás e pode ser acrescentada ao mate gelado para realçar o sabor. Inclusive, o chá é indicado para inflamações na bexiga. Mas lembre-se, para que a maçã descascada ou cortada não escureça, deixe de molho em água salgada.

(Não obstante, acho a maçã muito bonita e perfumada comparada ao sabor que tem. Maçãs deveriam, no mínimo, ter o gosto das laranjas!! São bonitas, atraentes, cheirosonas... mas quando a gente come... Ô fruta sem-graça!!).

11.9.06

11 de setembro


Cá estamos nós, vivendo mais um 11 de setembro.
Tenho certeza de que você se lembra exatamente onde estava, o que sentiu, com quem estava "naquele" 11 de setembro.
Mas o que mais me assusta é a rapidez e a facilidade com que assimilamos as situações mais bizarras como se fossem "naturais".
Você já fez sua parte, hoje, pra tornar o mundo melhor?
O Couro de Jacaré tem um post interessante sobre isso (no dia 10/09/06).
Tem um professor Juscelino Nóbrega da Luz que fez algumas previsões meio assustadoras pra humanidade.
E acho que hoje é um dia pra gente começar com pequenos gestos que, juntos, ficam grandiosos. Sugestões não faltam:
- A Lili, no Quase histórias de Amor, fala da Biblioteca Livre;
- Separe o lixo reciclável;
- Doe uma cesta básica pra qualquer instituição de caridade que você conheça;
- Visite um asilo ou orfanato;
- Economize água;
- Doe roupas, sapatos, utensílios e móveis que não lhe servem mais;
- Doe as armações de óculos que você não vai mais usar;
- Disponha-se a ensinar alguma coisa pra alguém, sem cobrar (alfabetize um adulto, ensine inglês, informática, culinária, crochê, bordado... certamente você sabe fazer alguma coisa que alguém bem próximo de você não sabe);
- Sorria e deseje "bom dia" com afetividade;
- Procure conhecer-se, respeitar-se e perdoar-se mais. Ser tolerante consigo mesmo é o primeiro passo para ser tolerante com os outros;
- Reze. Oração nunca é demais e nunca atrapalha.

6.9.06

Confissões de uma balzaca injuriada


(Recebi por e-mail, sem os devidos créditos. Infelizmente, desconheço a autoria. Mas bem que poderia ser minha.)

Minha bunda caiu. Do nada. De repente.
Assim, sem avisar, sem nem uma preparação, uma conversa, uns tapinhas no ombro, um chororô.

Fui dormir com ela redondinha, em pé da silva e alegre, acordei com ela esparramada, quadrada, alasanhada, triste.

Em frente ao espelho, que até então eu achava que era amigo meu, assisti calada e estupefata ao bizarro espetáculo das duas bandas despencando rumo ao chão.
Minha bunda caiu. E não, não é exagero.

Não me venha com conselhos, dicas ou palavras doces, não me venha com aquele papo ridículo de "quem liga para bunda?".

Eu ligo para bunda! Os homens ligam para bunda.
Mulheres ligam para bunda (principalmente para a bunda alheia).

O Brasil inteiro liga para bunda. Bunda é tudo nesse país de bundas!

É só pensar na abundância de bundas famosas Luma Bunda de Oliveira, Gerald Bunda Thomas, Waldomiro Bundão Diniz, Juliana Ô Bunda Famosa Paes...
Minha bunda caiu. E, admito, não foi à toa.

Eu não fui nada bacana com ela nos últimos anos.

Comi de tudo, enchi a cara de refrigerantes, açúcar, massa, pão, salgadinhos, chocolate... tudo que engorda. E não fazia nada para gastar as calorias. Sedentarismo + comida = bunda caída. Não tem saída.
Minha bunda caiu. E isso dói. Dói fundo, dói de verdade.

Dói mais ainda olhar no espelho e ver que a tal da (miserável, mil vezes miserável!) Lei da Gravidade já começou a fazer efeito.

E eu sou tão novinha! Que mundo injusto e cruel, meu Deus!
Uma amiga costuma dizer "depois dos trinta, é só ladeira abaixo".

Outros amigos, mais otimistas, confortam-me alardeando os benefícios da malhação, da lipo, da força de vontade...
Não que eu vá fazer alguma coisa para levantar a minha bunda, longe de mim.

Caiu, caiu. Não vou chorar pelas nádegas derrubadas.

O único exercício que me permito fazer é levantamento de talheres.
E copos. E só. Minha bunda caiu. Mas meu humor não.

Além do mais, o que vale é a beleza interior.
Balela! Mentirona!
Como dizem os Cassetas, quem gosta de beleza interior é decorador.

4.9.06

Cobras e lagartos



(Herminio Bello de Carvalho)

Nunca mais vai beber minhas lágrimas
Não vai, não
Me fazer de gato e sapato
Não vai mesmo não
Se eu choro, me lanho, me arranho
Não é de saudade (suponho que não...)
É uma dor que emudece aqui dentro o meu coração
Se eu lembro de tuas palavras
Me vem suor
E o sangue me sobe
A cabeça esquenta
E eu fico pior
Me revolvo em meus travesseiros
E perco o meu sono
Que coisa ruim
Eu só sei que a imagem dele
Pregada na insônia
Não desgruda de mim

3.9.06

"Pra que querer voltar
se o de que se tem saudade é
- não daquele lugar -
mas daquela felicidade"
(não sei o autor, mas adoro a frase. quem souber, por favor, me esclareça)

Setembro

"Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos"...
A boa nova, por aqui, veio na forma de uma chuva forte no final de semana.

"Quero ver brotar o perdão onde a gente plantou, juntos outra vez"...
Quero perdões, sim. Mas épicos, e não líricos. Se for pra estar junto, outra vez, só se for pra sempre.

"Já sonhamos juntos semeando as canções no vento
Quero ver crescer nossa voz no que falta sonhar"...
Eu quero. Mas não basta que só eu queira.

"Já choramos muito, muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer
Sol de primavera abre as janelas do meu peito"
Chega de choro. Canções e sóis de primavera combinam mais com riso.

"a canção sabemos de cor
só nos resta aprender..."
Este é o problema: colocar a teoria em prática! rs...

Que setembro seja doce, perfumado e romântico pra todos! Eu me incluo nisso. Preciso de uma primaverana Vida.

(Obs.: a poesia entre aspas é a letra da música "Sol de Primavera", de Beto Guedes)

1.9.06

ETIQUETA

Ontem tive a confirmação que sou mesmo uma pseudo-blogueira amadora. Nem sabia que era Blog Day!!
Visitando os amigos, além de descobrir que era “Dia do Blogueiro” e que eu deveria indicar CINCO blogs interessantes e diferentes, encontrei convite do Marco e da Regina pra entrar na brincadeira da “etiqueta”. Não entendi direito se é “etiqueta” de marcar (preço ou grife), ou “etiqueta” de boas maneiras, rs... De qualquer forma eu não sei dizer NÃO, imagine dizer NÃO-NÃO !!

Quando às indicações de blog, fui salva pelo Tempo!! Rs... Já passou o tal Blog Day, e eu indico essa relação legal que fica aí do lado.

Com relação à etiqueta, a brincadeira pede que eu relacione 6 coisas a meu respeito. Sempre falo muito de mim mesma, então...

1 – Sou muito falante. “Eloqüente”, fica mais chic!! Rs...

2 – Gosto de astrologia. Sou pisciana, com ascendente em touro e a Lua em sagitário.

3 – A melhor coisa que já fiz na Vida foi meu filho. E parei de fumar em 22/09/2005.




4 – Precisei tirei um dedo da mão esquerda por conta de um câncer, vencido há exatos 20 anos.

5 – Adoro gente. Pra conhecer, pra conversar, pra namorar, pra conviver. As pessoas são interessantíssimas!!

6 – Estudei piano clássico durante sete anos, mas não espalhem!! Rs... Adoro boa música. Quanto à literatura, não sou tão exigente: leio de tudo.

Pena que pediram só 6 coisinhas! Tem muitos amigos daqui que já participaram da brincadeira, então vou passar a peteca pra quem (eu acho) que ainda não entrou:
- Marilyn – do Toda Menina;
- Sheila – a Mulher de Fases;
- Thiago – Sob o céu da sua boca. Um dos meus ídolos, e como ídolo tem o direito de simplesmente me ignorar;
- Valéria – sentir é um fato...;
- Marcos – Simpatia e esculacho;
- Markus - do mundo do Markus.
E quem mais tiver paciência pra coisa!
Beijos!! (Ah! A-do-ro beijos, de todos os tipos!!)

PS - Regina, só pra constar: sou formada em Relações Públicas (pela ECA/SP) e estou bancária!!! rsrs... Acho que temos algumaS coisaS em comum!!