16.9.06

O fim do Amor



Alguns dias (meses?) atrás, reagindo à provocação do Marco (ainda no nosso antigo endereço), escrevi um texto expondo minhas impressões sobre o amor. A Lili me perguntou: "E quando o amor acaba?".

Meu primeiro instinto foi responder: "mas o Amor não acaba!".

E o chico Cantando "prá onde vai o meu amor / quando o amor acaba..."

E se o mestre dissse que acaba, me dispus a ruminar o caso. Lembrei de "causos" passados, emoções, pessoas, lágrimas, surpresas, mágoas, prazeres e vazios.

Como "recordar é viver", levei algum tempo pra reafirmar: O AMOR NÃO ACABA !!

A gente aprende a tratá-lo diferente, mas ele continua ali. Não é o amor que muda, somos nós.

9 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

O amor continua só que muda de dimensão..
Tô chegando menina, te ligo ok?
lindo domingo flor
beijossssssssssss

Marilyn disse...

Fiquei com cara de *coxinha*, sem entender muito, mas acho que lembro do texto citado...
*And so it is...*
Beijo!

Ana Claudia disse...

Muitos pensam que o amor resiste á tudo. Pra mim isto não se aplica, amor é coisa delicada, precisa ser "cuidado" sempre... trabalho de formiguinhas.

Lili disse...

Tenho uma péssima notícia pra lhe dar: se existe a dúvida, existe o problema. Que seria da música (incluindo o mestre Chico), da literatura e até, modestamente, do meu querido blog se o amor não acabasse? Claro que alguns não acabam mas nem todos têm a sorte de encontrar o amor eterno.

Ana Carla disse...

Márcia (clarinha), se você não ligar, eu ligo!! rsrs...


Marilyn... não muito pra entender, não. Já passou.


Ana Cláudia, "disconcordo". Os relacionamentos precisam de cuidados, mas Amor independe da vontade da gente. Ele nasce sozinho. Gostei d emais do seu blog, das citações, imagens, letras de música... Beijo!


Lili, querida, vamos esclarecer: o Amor que não acaba não é, necessariamente, o amor-eterno. O Amor que não acaba é aquele que a gente guarda dentro do coração, e não tem nenhuma relação com o mundo real. É o primeiro namorado, que a gente vê casado com outra e não sente mais nada... mas que faz o coração disparar quando lembramos de tudo o que vivemos. beikão e boa semana!!

Ana Carla disse...

Ops! BEIJÃO!!! hehehe...

Lili disse...

Ah, agora está explicado e concordo com você. Por que este amor deveria acabar? Eu amo todos os meus "ex"- amores: cada um tem uma história, uma marca e todos fazem parte da vida que não posso negar ter vivido. Fico com Fernando Pessoa:

"Eu amo tudo o que foi,
Tudo o que já não é,
A dor que já me não dói,
A antiga e errônea fé,
O ontem que dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia."

Continue amando seus amores. Não faz mal. Um beijo e ótimo dia!

Anne disse...

O amor não acaba, ele se tranforma. Pode virar amizade, ódio, indiferença...


Bjão!!

Marco Santos disse...

Querida, acredite: o amor acaba. E renasce em outro corpo, outra pessoa, outra história. O meu já morreu e já renasceu. Atualmente está vivo!
Beijos!