21.9.06

Bilihete

(Ivan Lins/ Vitor Martins)

Quebrei o teu prato, tranquei o meu quarto (quanto desaforo!)
Bebi teu licor (mais desaforo)
Arrumei a sala, já fiz tua mala (a gente sempre deixa alguma coisa esquecida)
Pus no corredor (só pra os vizinhos terem assunto)
Eu limpei minha vida, te tirei do meu corpo (que drama!)
Te tirei das entranhas
Fiz um tipo de aborto
E por fim nosso caso acabou-se, está morto (mentira!!)
Jogue a cópia da chave por debaixo da porta (não passa)
Que é pra não ter motivo
De pensar numa volta (acaso esses pensamentos precisam de motivos?)
Fique junto dos teus ( eu sou "dos teus", fique comigo!)
Boa sorte e adeus (boa sorte, adeus !)

(Adoro as coisas antigas do Ivan Lins... e os comentários entre parênteses são só livre-pensar)

2 comentários:

Marco Santos disse...

Essa música lhe trouxe lembranças?
Beijos.

Ana Carla disse...

Essa música é repleta de lembranças. Nem sempre ternas, é verdade...rs...