31.1.07

Trapaças





(Chico Buarque/1989Para o filme Amor vagabundo, de Hugo Carvana)



Contigo aprendi


A perder e achar graça


Pagar e não dar importância


Contigo a trapaça


Por trás da trapaça


É pura elegância


Se deres por falta


Do teu riso esperto


Dos teus sortilégios


Entende e perdoa


Eu ando nas ruas


Com o sol descolado


Da tua pessoa

5 comentários:

paulo vigu disse...

Andar na rua com o sol descolado de outra pessoa é o que há de mais poético em Chico. Que bom você pautar isso. Riodaqui leva beijo aí.Paulo Vigu

Tiago disse...

adoro trapaças. beijo.

Lili disse...

Ai, ai...

Armando disse...

Finges que me ama e fingirei que acredito. Gostou? rsrsrs,Bjks.

Marco disse...

Essa eu não conheço.
Beijos procê.