4.4.11

SÓ SEI QUE NADA SEI

(A frase do título é atribuída a Sócrates - a imagem eu peguei no google)

Há 3 meses comecei e prestar atenção à alimentação, DE NOVO. Como muitas, tenho uma história de “sanfona”, já fiz dietas milagrosas, já fiz acompanhamento com bons médicos, e acabei engordando outra vez.  Nunca apelei pra remédios (morro de medo).
Dia desses li “Magra? Não! Gorda em recuperação” (no link tem download grátis do livro), da Mirella Ciarlini, e teve uma coisa que ela escreveu que gostei bastante: precisamos assumir que SOMOS gordas (os), e não que ESTAMOS. Estamos acima do peso, mas somos gordinhas por tendência, genética, hábitos , pensamentos... e podemos diminuir o peso, mas se não controlarmos o resto, engordaremos novamente.
Dia 03 de janeiro desse ano eu estava com mais de 92 quilos. Hoje meu peso é 85.
Ainda estou na faixa de obesidade grau I. Ainda tenho um looongo caminho pela frente, mas procuro me apegar ao que já conquistei. E embora ninguém perceba, embora as roupas (que estavam apertadas) ainda não estejam largas... eu sei, eu sinto, que estou carregando sete quilos a menos nesse corpinho que Deus me deu.
Já incorporei algumas coisas no meu dia-a-dia, e estão me ajudando muito:
- Bebo muita água. Não fico medindo, mas certamente passa de dois litros por dia. Aprendi com uma ginecologista um truque pra me lembrar: a cada vez que faço xixi, bebo outro copo de água. Depois de um tempo, já é automático;
- Pão e arroz integral. Em pequenas quantidades.
- Gelatina light e coca zero, tento não abusar, mas driblam a vontade de doce.
- Duas vezes na semana meu lanche da tarde é um punhado (pequeno) de castanhas (do Pará, de caju, amêndoa, nozes... vou variando) com uma colher de uvas passas, ou 3 ameixas secas, ou damascos (isso ajuda a melhorar o humor).
- Eu me peso todos os dias, e fiz um  gráfico no excell. No começo é estranho, mas hoje fico “namorando” o gráfico, orgulhosa do quanto ele já baixou.
- Muita folha. Antes de qualquer coisa como uma saladona. Abuso do alface, rúcula, agrião, repolho, tomate e pepino. Depois como mais verdura refogada, tipo couve, almeirão, cambuy (ou pimenta chapei de padre), berinjela... aí sobra pouco espaço pras coisas engordativas, RS...
- Ultimamente comecei a comer no prato de sobremesa, quando estou em casa, e acho que me ajuda a controlar a quantidade.
- 2 ou 3 vezes na semana eu me permito um pedacinho de chocolate. Aqueles em barra eu como a quantia que indica as calorias, no rótulo (normalmente 3 ou 4 quadradinhos), ou então um bombom. Sem peso na consciência, pra matar a vontade mesmo.
- Uma vez por semana eu me permito uma cervejinha ou vinho com o maridão.
- Estou lendo tudo o que me cai às mão sobre dieta, reeducação alimentar, propriedades dos alimentos, etc e tal.
- Comprei uma bicicleta ergométrica, agora faço uma atividade aeróbica enquanto vejo TV.
- Quando tenho vontade alucinada de tomar sorvete, por exemplo, tomo uma bolinha, mas sem culpa; e não mergulho no pote pra depois chorar as pitangas e me afogar em mágoas.
- EU ME PERDOO CADA VEZ QUE ERRO. Olho de novo pro meu gráfico, vejo que apesar de tudo estou emagrecendo, e sigo em frente.
Pelos meus cálculos, devo demorar mais de um ano pra chegar onde quero,  mas quero ficar por lá na metade de vida que me resta.
E é pra ter paciência e perseverança que o blog ajuda MUITO!
Esses desafios, as dicas... saber que outros também tropeçam, levantam, sacodem a poeira e dão a volta por cima... tudo ajuda. E distrai, NE? Enquanto fico aqui, lendo e escrevendo histórias, não penso em comida! Rs... É como se estivesse discutindo a relação, no lugar de vivê-la. Nesse caso, a relação com a comida.
Que seja leve nossa terça-feira!

5 comentários:

Mari disse...

Adorei o seu blog... Já estou te seguindo, ok?
Beijos,
Mari
www.comofiqueimagra.blogspot.com

Talita Oliveira disse...

OI Ana! adorei duas coisinhas em especial: a dica da água, preciso mt inserir mais água na minha rotina... e a parte do "me perdoo cada vez que erro" é bem por aí mesmo, o importante é reconhecer nossas falhas e fazer de tudo pra mudar em definitivo! Ótimas suas dicas!

Bjs

Luciana Vannucchi de Farias disse...

Oi, Ana!!!

Estava passeando pelos blogs e acabei parando por aqui.

Não tenho me pesado mas, pelas meinhas roupas, se não cheguei aos 100 estou batendo neles. Precisando urgeeeeeeente de uma reforma.

Vou começar a te seguir!!!

Beijocas...

Lu disse...

Obrigada pela dica do livro. Já salvei aqui pra ir lendo aos poucos.
Bjs,

Marcia Gullo disse...

Aninha, esse seu post ta demais!!!! Da pra gente perceber que não precisa sofrer pra emegrecer. voce ta fazendo direitinho e ja da pra ver a diferença, sete kilos é quase 10% do que voce pesava antes, realmente é bastante.
Força querida e vou me espelhar em voce prqa chegar logo, logo, na casa dos 80.
Um super beijo

Marcia Gullo
www.pecadosdagullo.blogspot.com
www.blogdagullo.blogspot.com