7.2.13

Meu filhote e eu, na noite de Reveillon.
"O pior pecado que cometemos com nossos semelhantes não é odiá-los, mas sermos indiferentes à eles; essa é a essência da desumanidade. A maior dádiva que podemos oferecer é a total atenção à existência de outra pessoa. De uma coisa podemos ter plena certeza: estamos neste mundo por um desígnio maior." 
George Bernard Shaw

7 comentários:

Brunna Duarte disse...

Lindos! Não quer ser minha sogra não? kkkk

Ana C. disse...

Que lindos, tanto mãe quanto filho!

Obrigada pelo apoio e pelo carinho xará, a realidade é que nada muda na rotina e nem na alimentação, tudo permanece igual, só o peso é que é diferente!haha

beijo beijo

Manu disse...

lindos!!

Benno disse...

o amor ao semelhante começa pelo amor a si mesmo. quando nos amamos, percebemos o quanto somos importantes e nos identificamos como pessoas que nos são semelhantes, ora, se gostamos das mesmas coisas, fazemos as coisas de forma parecida e nos parecemos em quase tudo, nos sentimos fazendo parte de um grupo. aprendemos a nos colocar no lugar de outra pessoa, pois podiamos muito bem estar lá. e aí, por nos amarmos, amamos ao semelhante, e combatemos aqueles que lhes fazem mal, não por odiar os que fazem mal, mas por querer bem aos que sofrem.

O Árabe disse...

A frase é ótima. E a foto tb! :) Boa semana.

Jamylle Carvalho disse...

Que lindo filho você tem ;D

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Bernard Shaw sempre soube
bem o que dizia.
Bjins
Catiaho Reflexo dAlma